Le Bonbon

janeiro 6, 2011 § Deixe um comentário

Toda a linha de bombons dá água na boca, mas nada se compara às versões de ganache de caipirinha e de caramelo de amêndoa coberto de chocolate.

Mais informações em:  Le Bonbon – MorumbiShopping – Comidinhas – Docerias – VEJA SP.

Anúncios

Le Jazz Brasserie – Restaurantes Franceses – VEJA SP

janeiro 4, 2011 § Deixe um comentário

Enquanto Gil Carvalhosa Leite recebe a clientela, seu sócio Chico Ferreira prepara bons clássicos franceses. (Continue lendo em Le Jazz Brasserie – Restaurantes – Franceses – VEJA SP.)

 

 

Espaguete à carbonara com carne seca desfiada – Menu Confiança

agosto 27, 2010 § Deixe um comentário

Depois de tempinho sem postar no blog, hoje vou estreiar uma nova tag: apreciando outros gostos. Para iniciar, estou trazendo uma receita de um chef que adimiro muito e sempre me divirto com seu português. Para vocês, uma receita de Claude Troisgros direto do Menu Confiança (créditos: GNT – Receitas do Menu Confiança).

Ingredientes:
300g de espaguete
200g de bacon
200g de carne seca cozida e desfiada
4 dentes de alho amassados
160g de ervilhas cortadas em fatias grossas
01 pimenta dedo de moça
30 ml de cachaça
3 colheres de sopa de azeite
04 gemas
200 ml de creme de leite fresco
150g de queijo parmesão ralado
100g de palmito pupunha fresco
Pimenta do reino
Sal

Modo de fazer:
Cozinhe o espaguete em água fervente com sal e uma colher de azeite até que a massa fique al dente e reserve. Em outra panela, frite o bacon com o restante do azeite e o alho. Em seguida acrescente a carne seca. Deixe tostar. Coloque a pimenta dedo de moça picada. Junte as ervilhas. Misture o espaguete à carne seca e reserve. Em um recipiente arredondado, misture as gemas, o creme de leite e o parmesão. Junte a massa com carne seca ao molho e tempere com a pimenta. Disponha a massa em um prato fundo e, por cima, rale trufas do palmito pupunha.

Que tal fazer pro almoço de família esse final de semana?

Bolo de laranja

julho 30, 2010 § Deixe um comentário

Toda vez que fazemos esse bolo aqui em casa, não dura muito tempo. Ele é ótimo pro café da manhã e pro lanche da tarde, acompanhado por pão caseiro ou pão de queijo. E (por que não?) como sobremesa.  O que vale é usar a imaginação.

Ingredientes

1 laranja inteira
suco de 1 laranja
4 ovos
1 copo (americano/250ml) de óleo
2 xícaras de farinha de trigo
2 1/2 xícara de açúcar
1 colher (sopa) de fermento em pó

Preparando

Massa

Bata no liquidificador o suco da laranja e a laranja inteira cortada em cubos (sem o miolo branco), com casca e tudo. Junte o óleo, os ovos e o açúcar e bata novamente. Coloque a farinha aos poucos. Desligue o liquidificador e junte o fermento em pó. Leve ao forno pré-aquecido (220º) por 40 minutos.

Calda

Leve ao fogo o suco de 2 laranjas, mais 2 copos de açúcar e uma colher bem cheia de margarina. Deixe aferventar e esfriar para jogar no bolo ainda quente.

Bon appétit!

Pão de Queijo

julho 27, 2010 § 1 comentário

Pães de queijo

Rápido, fácil e gostoso de fazer , o pão de queijo vai muito bem com um cafezinho, como petiscos ou até mesmo como uma acompanhamento no almoço/janta. Saiba como fazer!

Ingredientes:

5 xícaras de polvilho (dica: 3 xíc. de azedo e 2 de doce)
3 ovos
1 xícara de banha derretida ou óleo
1 xícara de água fervendo
2 xícaras de queijo ralado (minas ou parmesão)
1 colher de sopa de sal
Leite para amolecer a massa

Preparo:

Numa vasilha separada, derreta a banha na água fervendo (não deixe esfriar e sempre mexa para que não empelote). Em uma outra, ponha o polvilho, os outros ingredientes e depois a banha derretida (sempre mexendo a massa com uma mão só, utilize a outra para ir girando a vasilha).Deixe a massa esfriar na geladeira (ela não pode ficar muito dura). Não precisa untar a forma. Faça as bolinhas e leve para assar por 1:30hr (+-)em forno pré-aquecido 180ºC.

Dica: Quando fizer as bolinhas, use uma concha de sorvete para auxiliar na hora de formar o pão de queijo.

Cozinhas Populares

março 6, 2010 § Deixe um comentário

culinária é a arte de cozinhar, ou seja, confeccionar alimentos e foi evoluindo ao longo da história dos povos para tornar-se parte da cultura de cada um.  Uma disciplina associada à culinária é a gastronomia que se ocupa, não do modo como os alimentos são preparados, mas principalmente no refinamento da sua apresentação. Aí vão algumas cozinhas internacionais mais conhecidas pelo povo.

Cozinha Chinesa

A culinária da China, assim como qualquer outra gastronomia oriental, é ampla e apimentada. Bastante temperada, é famosa mundialmente.  Além do conceito do yin e yang, existe o conceito dos cinco elementos. Os chineses acreditam que estejamos cercados por cinco campos de energia: fogo, madeira, terra, metal e água. Na culinária esses elementos são representados pelos cinco sabores:

  • Amargo – Fogo
  • Azedo – Madeira
  • Picante – Metal
  • Doce – Terra
  • Salgado – Água

Cozinha Japonesa

Existem várias opiniões do que é fundamental à culinária japonesa. Muitos pensam no sushi ou nas refeições formais elegantemente estilizadas kaiseki que são originárias como parte da cerimônia do chá japonesa. Muitos japoneses pensam na comida do dia-a-dia, em especial nas existentes desde antes do final do Período Meiji (18681912), ou desde antes da Segunda Guerra Mundial.

Cozinha Francesa

A culinária da França compreende uma grande variedade de pratos, assim como a culinária chinesa e a culinária indiana, e goza de grande prestígio no mundo, principalmente no ocidente. A grande variedade de queijos e vinhos são a imagem de marca da França em termos de gastronomia. Tradicionalmente, cada região tem culinária própria: a do noroeste usa manteiga, creme de leite (crème fraiche) e maçãs; a culinária provençal (do sudeste) prefere azeite, verduras e tomates; a do sudoeste usa gordura de pato, fígado foie gras, cogumelos (cèpes) e moelas; a culinária do nordeste relembra aculinária da Alemanha e usa banha de porco, salsichas e chucrute.

Cozinha Espanhola

culinária espanhola é parte da culinária mediterrânica, embora com características próprias. A cozinha espanhola utiliza muito azeite de oliva, especiarias variadas e muitos vegetais. Outro produto muito apreciado na Espanha é o vinho, que acompanha as refeições principais.

Cozinha Italiana

culinária italiana evoluiu através dos séculos, ao longo das mais variadas alterações sociais e políticas.  Mudanças significantes ocorreram com a descoberta do Novo Mundo, que ajudaram a moldar muito do que é conhecido como a culinária italiana hoje em dia, através da introdução de ingredientes como batatas, tomates, pimentões e milho, todos eles parte central da cozinha daquele país, e que no entanto só foram introduzidos em grande escala a partir do século XVIII. Queijo e vinho são uma parte importantíssima da cozinha do país, desempenhando diferentes papéis tanto regionalmente quanto nacionalmente, com sua inúmera variedade e leis de regulamentação (Denominazione di origine controllataDOC). Também o café, mais especificamente o espresso, assumiu um papel de destaque relevante na cultura gastronômica da Itália.

Cozinha Mexicana

A culinária mexicana, em termos de variedade de sabores e texturas, é uma das mais ricas do mundo, embora seja por vezes caracterizada por algumas pessoas como gordurosa e condimentada. É uma culinária rica emproteínas, vitaminas e minerais.

Cozinha Portuguesa

A culinária portuguesa, ainda que esteja restrita a um espaço geográfico relativamente pequeno, mostr influências mediterrânicas (incluindo-se na chamada “dieta mediterrânica”) e também atlânticas, como é visível na quantidade de peixe consumida tradicionalmente.

Espero que esse post seja útil pra quem, como eu, anda na dúvida de qual tipo de culinária vai cursar. Beijos.

Ratatouille à Brasileira

março 1, 2010 § 2 Comentários

Ingredientes:
– 6 jilós cortados em quatro no sentido do comprimento
– 10 minitomates-pera cortados ao meio no sentido do comprimento
– 4 miniberinjelas partidas ao meio no sentido do comprimento
– 4 miniabobrinhas partidas em quatro no sentido do comprimento
– 8 cebolinhas pérola inteiras
– 2 pimentas dedo-de-moça sem semente, cortadas em quatro, no sentido do comprimento
– 6 dentes de alho cortados em palitos
– 2 colheres (sopa) de folhas inteiras de salsinha
– 2 ramos de tomilho limão
– 4 colheres (sopa) de vinagre de vinho branco
– 8 colheres (sopa) de azeite de oliva
– Sal e pimenta-do-reino moída na hora
Preparo:
Leve ao forno todos os ingredientes em um refratário coberto com papel-alumínio, até os legumes estarem macios. Retire o alumínio, deixe reduzir o caldo até que os vegetais caramelizem levemente… Simples assim!
Fonte: http://www.brastemp.com.br/conteudo/blog/artigos/blog-artigos-detalhes.aspx?Selected=30&sc=2